Jogabilidade de A Way Out deve ressuscitar split screen de tiro

Pouco explorada atualmente nos videogames, a campanha multiplayer cooperativa com tela dividida (tecnicamente chamada de split screen) é a principal característica de A Way Out. O jogo de ação e aventura está fase de produção pelo estúdio indie Hazelight e será publicado pela Eletronic Arts em 2018.

Anunciado na E3 2017, A Way Out não chegou a ganhar holofotes frente às grandes divulgações da feira. No entanto, chama atenção o fato do jogo colocar dois personagens em uma mesma jornada trocando tiros sob o clássico enredo de fuga da prisão.

O conjunto da jogabilidade ressuscita algo ausente desde as franquias Kane & Lynch, Army of Two e Splinter Cell. Claro que há exceções, como Gears of War 4. Mas por se tratar de um jogo exclusivo, acaba limitando a experiência ao público.

Confira abaixo o trailer de A Way Out:

INTERAÇÃO
A grande proposta de A Way Out é forçar a interação entre os jogadores. Não só porque eles vivem a mesma experiência no jogo, mas também porque não estarão necessariamente no mesmo ambiente conforme alguns trechos do trailer. Sendo assim, será necessário conversar com o parceiro para alcançar metas conjuntas.

Também é possível notar no trailer que, enquanto um personagem dirige uma caminhonete, outro está na traseira atirando nos inimigos, cada um com uma visão diferente. Novamente será necessária comunicação estratégica para tornar os desafios mais fáceis de serem superados — em casos frenéticos como esse exemplo, o diálogo promete mais emoção.

split-screen-a-way-out
O modo split screen é a principal característica de A Way Out

De acordo com as prévias de veículos que cobriram a demo de A Way Out na E3, também será possível interagir com NPCs do ambiente para influenciar as consequências de um ato da narrativa, além de combinar com o parceiro como cada um conduzirá as ações, seja em um assalto ou em uma infiltração furtiva.

Vale ressaltar que o jogo não oferece opção solo e, mesmo se for jogado online, a tela será dividida.

ORIGINAL E OUSADO
Tirando o fato de que o jogo será ambientado na década de 1970 e que seus protagonistas são os prisioneiros Leo e Vincent, não há mais detalhes da história de A Way Out. Dessa forma, fica difícil prever como será a trama — apenas torcer para que não seja muito clichê, dado o tema do jogo.

Mas só o fato de poder dividir a campanha na mesma tela com outro jogador, cujo objetivo deve diversificar entre fuga frenética, troca de tiros violenta e ações estratégicas, já fazem o jogo entrar na lista de desejos para 2018.

jogo-a-way-out
Arte promocional de A Way Out

Embora seja tratado como algo secundário, o modo split screen oferece uma experiência única, estimula a interação e compartilha uma diversão para dois. E os méritos de A Way Out se concentram justamente por apostar nessa mecânica. Uma decisão original e ousada da Hazelight.

Um comentário em “Jogabilidade de A Way Out deve ressuscitar split screen de tiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.